Hábitos para reduzir o risco de câncer

0
140

O câncer é caracterizado pelo crescimento desordenado de determinadas células, causando assim um tumor maligno. Há mais de 100 tipos e variações, podendo ser causado por uma série de fatores, tanto genéticos quanto relacionados aos hábitos e até mesmo ao ambiente ao seu redor. 

Devido à sua seriedade, cada vez mais tem se estudado e se buscado formas de reduzir os riscos do seu desenvolvimento. Recentemente, a The American Cancer Society (Sociedade Americana de Câncer) publicou um estudo com algumas orientações de hábitos para reduzir o risco de desenvolver a doença. Confira!

4 hábitos para reduzir o risco de câncer

Para reduzir o risco de câncer, não é preciso mudar drasticamente a sua vida. Pelo contrário! Algumas medidas bem simples podem fazer toda a diferença no seu futuro, não apenas em relação à doença propriamente dita, mas para a sua saúde e para a qualidade de vida como um todo. 

1. Controle de peso

Segundo a publicação, é muito importante manter o seu peso adequado durante toda a sua vida, evitando mudanças muito drásticas. O excesso de gordura, seja no sobrepeso ou na obesidade, é o maior fator de risco para o desenvolvimento de uma série de doenças. Isso vale, inclusive, para alguns tipos de câncer, como: mama, endométrio, rim, esôfago, cólon, reto e em uma série de outros órgãos. 

Também há evidências de que o controle de peso pode estar associado ao risco de câncer avançado ou em alto grau. O ideal é estar sempre dentro do Índice de Massa Corporal (IMC) recomendado e associar este com os outros hábitos a seguir. 

2. Atividade física

A recomendação é que um adulto deve realizar algo entre 150 a 300 minutos de atividade física moderada por semana. Além de contribuir para o controle de peso, alguns estudos também demonstram evidências de que a prática de atividade física ajuda a diminuir o risco de câncer de mama, próstata, esôfago, pulmão, endométrio, entre outros. 

Segundo dados da ACS, estima-se que, em 2014, 1,5% dos casos de câncer nos homens e 4,4% nas mulheres podem ser atribuídos à falta de atividade física. 

3. Alimentação saudável

Dietas saudáveis estão associadas a um menor risco de desenvolver principalmente câncer de mama e colo do útero, que juntos representam mais de 20% dos casos totais da doença. Levar uma dieta mais processada e industrializada pode justamente contribuir para um aumento no risco de câncer.

A recomendação é evitar alimentos industrializados e carnes vermelhas processadas, dando preferência a verduras e legumes, sempre buscando um equilíbrio e consumindo todos os nutrientes necessários. 

4. Evitar o consumo de álcool

O álcool é um fator de risco significativo para o desenvolvimento de câncer, atrás apenas do tabaco e do excesso de peso. O consumo de bebidas alcoólicas pode causar pelo menos sete tipos de câncer. Esses efeitos cancerígenos estão associados ao etanol e ao acetaldeído, que alteram o DNA e contribuem para um estresse oxidativo das células, levando à morte e à multiplicação anormal das células. Também causam uma má absorção nutricional e um desequilíbrio hormonal. 

Não é preciso cortar completamente o álcool da sua vida. A recomendação para aqueles que gostariam de continuar consumindo bebidas alcoólicas é limitar-se a um ou dois drinks, apenas socialmente ou para relaxar. 

Agora é só se cuidar e manter o acompanhamento médico regular, mesmo quando não perceber algo estranho. Quando mais prevenido você for, melhor!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here