Por que a cúrcuma é uma superfood

0
207

O cuidado com a nossa alimentação deve ser constante, afinal, é por meio dela que consumimos os nutrientes necessários para a manutenção da nossa saúde e para termos energia para enfrentar a rotina. Alguns alimentos são muito poderosos, como a cúrcuma. Quer saber por quê?

O que é uma superfood?

Considerada uma superfood (super alimento), a cúrcuma tem muitos nutrientes e poucas calorias, o que faz muito bem para o organismo. É essa característica que marca esse tipo de comida, mas não são todos os alimentos naturais e orgânicos que recebem essa nomenclatura.

Os alimentos considerados superfood não precisam ser ingeridos em grandes quantidades para que suas vantagens sejam obtidas. Ao se alimentar de uma pequena quantidade diariamente, você pode fazer com que seu corpo fique abastecido e satisfeito com esses nutrientes. Dessa forma, é possível garantir uma vida mais saudável, sem precisar consumir altas quantidades de determinadas substâncias que, na maior parte das vezes, trazem mais malefícios que benefícios.

Saiba mais sobre a cúrcuma

A cúrcuma é uma raiz parecida com gengibre. Ela possui uma vibrante coloração amarela, bastante utilizada nos pratos asiáticos. Considerada uma superfood pela sua forte ação anti-inflamatória e antibacteriana, a cúrcuma pode ser ingerida para melhorar o funcionamento do organismo. Além disso, ela possui um alto valor nutricional, encaixando-se nos requisitos de superfood. 

Seus benefícios são reconhecidos pela medicina indiana há vários séculos. Recentemente, essas vantagens têm sido mais disseminadas, fazendo o alimento se tornar um item essencial para aqueles que buscam um estilo de vida mais saudável.

Benefícios da cúrcuma

A cúrcuma é bastante utilizada para problemas relacionados a resfriados, sinusites, infecções bacterianas, alterações no fígado, diabetes, lesões, anorexia e reumatismo. Essa comida também ajuda a minimizar a maior parte dos problemas ligados ao sistema imunológico.

Além disso, a cúrcuma apresenta características que a fazem um poderoso antioxidante, anti-inflamatório, antibacteriano, antidiarreico e antiviral. Outras de suas funções envolvem efeitos neuroprotetores em tratamentos de Parkinson e Alzheimer, podendo ajudar no tratamento de alguns tipos de câncer.

Outros benefícios da cúrcuma são:

  • Antiescorbútica;
  • Diurética;
  • Antifúngica;
  • Neuroprotetora;
  • Antiparasitária;
  • Hepatoprotetora;
  • Antitumoral;
  • Sedativa;
  • Antiviral.

Como usar a cúrcuma

Além de ter inúmeros benefícios, a cúrcuma pode ser utilizada das mais diferentes formas para trazer bem-estar e proteção. Confira algumas delas:

  • Decocção (fervura) de seu rizoma;
  • Infusão para chás;
  • Tintura (envolvendo a utilização de álcool e outra planta medicinal);
  • Pó micronizado;
  • Extrato seco;
  • Extrato padronizado;
  • Extrato fluido.

É válido ressaltar que a sua forma de uso mais adequada varia de acordo com o problema que precisa ser tratado. Além disso, o alimento é utilizado como condimento, podendo ir junto de molhos, carne vermelha ou branca, bem como no arroz e em caldos.

Contraindicações da cúrcuma

A raiz possui baixa toxicidade, por isso, consumir pequenas doses, cerca de 10g por dia, não causa danos à saúde. Porém, apesar dos inúmeros benefícios, é preciso estar atento às contraindicações da cúrcuma. Veja quem deve evitar o consumo:

  • Pessoas que possuem úlceras gástricas;
  • Quem tem alergia ou sensibilidade à cúrcuma;
  • Pessoas que usam medicamentos que alteram o processo de coagulação, obstrução de ductos biliares ou distúrbios hemorrágicos;
  • Grávidas, visto que a raiz pode induzir ao aborto.

Com as informações acima, você está pronto para adicionar a cúrcuma ao seu dia a dia e aproveitar seus benefícios!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here